Micropigmentação está em alta e carreira pode ser bastante promissora!

By | 17 de março de 2022| 0 Comments
Tratamentos estéticos que podem ser feitos no verão

O Brasil é o terceiro maior consumidor do setor de beleza, atrás apenas dos Estados Unidos e da China. Mesmo diante do forte impacto que a economia sofreu durante a pandemia, a indústria da beleza cresceu. As brasileiras são micropigmentação de sobrancelha. , cílios, olhos, couro cabeludo e aréola mamária. Embora exija uma qualificação, a carreira em micropigmentação pode ser muito promissora para quem quer trabalhar na área. A atualização profissional contínua também é importante, principalmente porque a concorrência está em constante crescimento.

De acordo com a micropigmentadora Ana Paula Rosa, mais conhecida entre suas clientes como Paulina Rosa, a carreira pode agregar ganhos muito maiores quando comparados ao trabalho de designers de sobrancelhas. Isso porque os valores dos cursos de formação são acessíveis, o custo dos materiais é relativamente baixo e a possibilidade de recuperar os investimentos iniciais é grande. Além disso, “para empreendedoras, essa é uma ótima forma de montar o próprio negócio e a satisfação em devolver ou aumentar a autoestima das clientes é algo indescritível. A área apresenta excelentes perspectivas, mas é também bastante desafiadora, pois exige grande responsabilidade e profissionalismo”, declarou.

Desde o início da pandemia, com as jornadas de trabalho mais intensas, em home office, muitas mulheres demonstraram um interesse maior em ampliar a praticidade e a economia de tempo nos cuidados pessoais. Tanto que os procedimentos mais procurados são aqueles de longa duração e que não exigem retoques frequentes. Com as restrições, o atendimento em domicílio, que começou como uma necessidade, acabou se transformando em opção definitiva para muitas mulheres.

De olho nessa tendência, Paulinha começou a atender suas clientes na casa delas e não pretende voltar atrás, por algumas razões. “Além de mais segurança para profissionais e clientes, o atendimento em domicílio agrega comodidade, conforto, privacidade, flexibilidade de horários e menor investimento tanto para quem oferece o serviço quanto para quem é beneficiado por ele. Se a cliente pode ter o mesmo serviço, com mais comodidade e pagando menos, ela acaba optando por esta modalidade”, declarou.

Obviamente, há quem não abra mão de sair de casa para ter o seu “dia de beleza” em um estúdio ou clínica de estética. Dados da Euromonitor International  revelam que em 2016, quando a área “explodiu” no Brasil, as brasileiras gastaram mais de R$ 250 milhões com micropigmentação. Desde então, a área cresceu em ritmo exponencial. De repente, estúdios e clínicas de estética com foco em micropigmentação se multiplicaram por todo o país e na Bahia não foi diferente.

De acordo com a micropigmentadora Nayara Santana, cílios e sobrancelhas sempre desempenharam um importante papel na comunicação humana. “Elas revelam nossa expressão quando sentimentos surpresa, raiva, tristeza, alegria e outros sentimentos, influenciando diretamente em nossos relacionamentos interpessoais e autoestima”, afirmou. “Entre outras descobertas de autoconhecimento que a pandemia proporcionou, as pessoas começaram a dar ainda mais valor para essa parte do rosto, a única que ficou à mostra pelo uso das máscaras faciais”, completou a professora de micropigmentação que reúne mais de 20 especializações na área.

Atualização profissional

Com o crescimento do setor, a concorrência também tem aumentado a cada dia. Por este motivo, ao montar um estúdio de micropigmentação, é necessário que o(a) profissional busque se qualificar continuamente, a fim de atualizar conhecimentos e consolidar a qualidade de seu trabalho. Com o objetivo de facilitar esta atualização, Paulinha e Nayane idealizaram o I Congresso de Micropigmentação em Salvador, o Permanent Make Up Art Show (PMU), confirmado para os dias 17 a 19 de abril, no Hotel Mercure Salvador Rio Vermelho.

Voltado para micropigmentadoras(es) de todo o país, o evento agrega 18 palestras ministradas por profissionais de reconhecida qualificação e experiência. Além disso, um  campeonato de micropigmentação de sobrancelhas e lábios em pele sintética (sem modelo real), com direito à premiação dos primeiros lugares de cada categoria, promete ser um dos momentos mais animados do congresso. Outras partes da programação que certamente vão movimentar os 300 participantes do evento serão as apresentações de fit dance e os sorteios de prêmios.

O congresso também vai abraçar temas como a biossegurança nos estúdios de micropigmentação e abrirá espaço para apresentação do projeto social ‘Face a face com a Vitória’, sintetizado em mutirões de micropigmentação voltados para mulheres que venceram o câncer. Além disso, as trocas sobre o empreendedorismo na área e os desafios da profissão no contexto pós-pandemia também serão protagonistas no evento.

Via: www.criativaonline.com.br

Leave a Comment

Your email address will not be published.

WhatsApp Fale Conosco!